Resenha: Outros jeitos de usar a boca por Rupi Kaur

Posted in Livros by

Outros jeitos de usar a boca foi um dos livros mais comentados de 2017 e não é para menos já que os poemas da autora, Rupi Kaur, conquistaram o coração de todos os leitores.

SINOPSE: Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume.

Neste livro, a autora traz pequenos textos e poemas que abordam assuntos com temáticas femininas através do seu ponto de vista. O livro é dividido em quatro partes, sendo elas “A dor”, “O Amor”, “A Ruptura” e “A Cura”, ao longo dos capítulos a autora expõe seus medos e fraquezas. 

A linguagem é simples e fácil de entender, acho que este foi um dos motivos que acabou conquistando o público. Rupi consegue se conectar com o leitor e prendê-lo do inicio ao fim, deixando todos ansiosos para os próximos lançamentos da autora.

“fique firme enquanto dói

faça flores com a dor

você me ajudou

a fazer flores com a minha

então floresça de um jeito lindo perigoso

escandaloso floresça suave

do jeito que você preferir

apenas floresça.”

Nunca fui grande fã de livros de poesias e foi somente depois de “Outros jeitos de usar a boca” que meu mundo mudou totalmente, acabei indo atrás de novos autores e mais livros de poesia.

Cada verso escrito pela autora é um belo tapa na cara de todos, este é um livro que precisa ser lido por todos, que aborda assuntos importantes e emocionantes. “Outros jeitos de usar a boca” é um livro que indico para todos, principalmente para quem nunca teve nenhum contato com poesia.

Simplesmente leiam este livro e aproveitem cada página! ❤

Quem já leu esse livro, o que achou? Ah, e to aceitando indicações de livros de poesia, viu! 

 

11 de Janeiro de 2018
/

Dica de série: DARK

Posted in Filmes e Séries by

O fim do ano foi repleto de novas séries chegando no catálogo da Netflix e um desses lançamentos foi o seriado alemão DARK, criado por Baran bo Odar e Jantie Friese que logo na primeira semana já tinha conquistado um grande público.

Acabei assistindo a série somente no fim do mês e confesso que me arrependi de não ter assistido antes. Dark é uma obra de suspense e ficção científica que se passa em Winden, uma pequena cidade onde todos se conhecem e que de alguma forma estão conectados. No primeiro episódio já somos apresentados aos últimos acontecimentos que ocorreram na cidade, como o desaparecimento de crianças e o suicídio de um pai de família.

Sinopse: A história acompanha quatro diferentes famílias que vivem em uma pequena cidade alemã. Suas vidas pacatas são completamente atormentadas quando duas crianças desaparecem misteriosamente e os segredos obscuros das suas famílias começam a ser desvendados.

O seriado é bastante complexo trazendo assuntos como viagem no tempo, burraco negro, paradoxo temporal e entre outras teorias que vão sendo explicados com o decorrer dos episódios. Uma série que com toda certeza vai dar um nó no cérebro de todo mundo!

 “A diferença entre passado, presente e futuro é somente uma persistente ilusão.” – Albert Einstein

Dark se destaca pela sua incrível trilha sonora que vai se conectando com a história e ajudando a criar um ar de mistério ao longo dos episódios, sem contar na fotografia da série que apresenta diversos detalhes e tons frios que ambientam o público na cidade.

A trama da série é bem construída, trazendo diversos questionamentos que ao longo dos episódios vão sendo respondidos. Dark prende do início ao fim, você só vai conseguir sossegar quando já tiver mil teorias na cabeça.

Esta é uma daquelas séries ótimas para maratonar tudo em um dia, o que não é difícil tendo em vista que a série só possui uma temporada com dez episódios. DARK lançou em dezembro de 2017 na Netflix  e já possui segunda temporada confirmada.

Confesso que demorei para me prender a história por conta do idioma que gerou uma estranheza no primeiro momento, mas a longo dos primeiros episódios fui me acostumando e a série começou a fluir. O seriado que chegou no fim de 2017 com toda certeza acabou sendo um dos meus favoritos do ano, acredito que de muita gente também!

Alguém ai já assistiu a série? Me conta o que achou e suas teorias sobre essa temporada 😊

Espero que tenham gostado da dica, beijos e até a próxima!

5 de Janeiro de 2018
/

Ano Novo, Blog Novo!

Posted in Outros by

2017 foi um ano em que superei diversos medos, aprendi a gostar de mim mesma, tive cinco cores diferentes de cabelo, realizei um sonho que parecia impossível, finalizei a primeira parte do meu trabalho de conclusão do curso de Moda e me reaproximei de pessoas muito importantes na minha vida. Resumindo, foi um ano incrível.

Mas quando o assunto era o blog, me desanimei total e fiquei meses no dilema se continuava ou deletava todos os posts e esquecia do bloguinho. Porém ao longo de 2017, também senti muita falta de ter um local onde conseguisse me expressar e falar tudo o que eu quisesse, sem me importar com os outros. E por conta dessa necessidade optei pela continuidade do blog! ❤

Foto: Nany Festa Fotografia

Então decidi que em 2018, as minhas únicas metas vão ser:  trazer assuntos que me deixem 100% felizes de responder, me esforçar ao máximo para atualizar o blog com posts incríveis e finalizar meu tcc!

Se preparem que em 2018 vai ter muita dica de filme, série e livros pra vocês e quem sabe até novos projetos maravilhosos!

Me contem, quais foram as metas que vocês elaboraram para 2018? 😍

4 de Janeiro de 2018
/

Batons Líquidos Metálicos Mate da Quem Disse Berenice

Posted in Beleza by

A Quem disse, Berenice? trouxe 8 novas cores para a linha de  batons líquidos metálicos matte: Malvaluz, Amorluz, Rosaluz, Lilaluz, Vermeluz, Vinholuz, Berinjeluz e Azuluz.


Já havia feito um post sobre essa coleção dos batons metálicos, mas agora com as novas cores ficou complicado de escolher o favorito da linha.  Acabei me apaixonando por três cores e vim contar o que achei delas para vocês 😍

Na resenha passada desta coleção que a sua fórmula é bem fininha, fica confortável nos lábios e possui secagem rápida. Não tem como não amar esses batons ❤

A que mais me chamou a atenção foi sem dúvidas o Azuluz, pois finalmente a marca trouxe um batom azul marinho incrível! Por ser um tom mais escuro acabo usando quase todos os dias. O único defeito desta cor é a cobertura, pois é muito difícil deixar ele uniforme e isso desanima.

Comprei também o Berinjeluz que me chamou muita atenção pela cor que altera de acordo com a luz, podendo ficar um roxo com fundo frio. Sua textura é bem mais grossa comparada as outras da linha, o que não me agrada muito. 😐

E por último, mas não menos importante, o Vermeluz. Ele é um batom vermelho com fundo rosado e brilhos azulados que fazem toda a diferença. É definitivamente meu favorito da coleção! ❤ Possui o melhor acabamento e a durabilidade é muito boa.

Os batons líquidos mate metálicos já estão à venda nas lojas físicas e no site da marca. O preço é R$ 35,90 cada.

Quais foram suas cores favoritas? Já testou algum batom desta linha? Me contem aqui nos comentários o que acharam!

Beijos e até a próxima!

6 de Maio de 2017
/

Dica de filme: A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell

O mangá Ghost in the Shell foi criado em 1989 por Masamune Shirow,mas ficou conhecido logo após o lançamento do anime de 1995. A história cyberpunk é de uma sociedade futurista onde é comum o aperfeiçoamento corporal cibernético. A personagem principal Major é uma agente especial que teve seu cérebro embutido em um corpo robótico, que foi criado especialmente para combate.

Depois de tanta espera, a adaptação baseada na história de Masamune Shirow está nos cinemas! 👏 A Vigilante do Amanhã se passa no ano 2029, onde a tecnologia é tão avançada a ponto de empresas fazerem aperfeiçoamentos corporais, inteligência artificial e entre outros.

Sinopse

Num futuro próximo, Major é a primeira de sua espécie: um ser humano salvo de um acidente terrível, que é ciberneticamente aprimorado para se tornar um soldado perfeito. Quando o terrorismo atinge um novo nível e passa a invadir as mentes das pessoas e controlá-las, Major é a única qualificada para detê-lo. Enquanto ela se prepara para enfrentar um novo inimigo, descobre uma grande mentira: sua vida não foi salva, foi roubada. Ela não vai parar por nada enquanto não recuperar seu passado, descobrir quem fez isso com ela e impedir que seja feito com outros.

Scarlett Johansson interpreta Major Motoko Kusanagi, uma jovem que teve seu cérebro transplantado para um corpo totalmente robótico. A primeira de sua espécie desenvolvida pela empresa Hanka Corporation, Major é enviada para Seção 9, uma força tarefa governamental contra terrorismo.

Nesta adaptação possuímos uma nova trama, onde a seção 9 identifica um hacker que tem como missão destruir a Hanka Corporation. A medida em que Major vai em busca do seu novo inimigo, seus questionamentos sobre sua identidade e verdadeira origem aumentam cada vez mais.

O que mais me chamou atenção no filme foi a direção de arte e fotografia, que fazem um trabalho impecável com a adaptação. Se você tiver a oportunidade e quiser ter uma experiência completa com o filme, assista no IMAX!

Com direção de Rupert Sanders, A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell é um ótima adaptação que traz os mesmos questionamentos do anime mas de uma forma diferente. E quem nunca assistiu o anime, aproveite para ir assistir,pois é um ótimo filme de ficção cientifica com muita ação.

Quem já foi assistir o filme? Me contem o que vocês acharam desta adaptação aqui nos comentários 🤓

Espero que tenham gostado e até a próxima! Beijos. 😗

5 de Abril de 2017
/