Browsing Tag:

resenha

Resenha: Outros jeitos de usar a boca por Rupi Kaur

Posted in Livros by

Outros jeitos de usar a boca foi um dos livros mais comentados de 2017 e não é para menos já que os poemas da autora, Rupi Kaur, conquistaram o coração de todos os leitores.

SINOPSE: Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume.

Neste livro, a autora traz pequenos textos e poemas que abordam assuntos com temáticas femininas através do seu ponto de vista. O livro é dividido em quatro partes, sendo elas “A dor”, “O Amor”, “A Ruptura” e “A Cura”, ao longo dos capítulos a autora expõe seus medos e fraquezas. 

A linguagem é simples e fácil de entender, acho que este foi um dos motivos que acabou conquistando o público. Rupi consegue se conectar com o leitor e prendê-lo do inicio ao fim, deixando todos ansiosos para os próximos lançamentos da autora.

“fique firme enquanto dói

faça flores com a dor

você me ajudou

a fazer flores com a minha

então floresça de um jeito lindo perigoso

escandaloso floresça suave

do jeito que você preferir

apenas floresça.”

Nunca fui grande fã de livros de poesias e foi somente depois de “Outros jeitos de usar a boca” que meu mundo mudou totalmente, acabei indo atrás de novos autores e mais livros de poesia.

Cada verso escrito pela autora é um belo tapa na cara de todos, este é um livro que precisa ser lido por todos, que aborda assuntos importantes e emocionantes. “Outros jeitos de usar a boca” é um livro que indico para todos, principalmente para quem nunca teve nenhum contato com poesia.

Simplesmente leiam este livro e aproveitem cada página! ❤

Quem já leu esse livro, o que achou? Ah, e to aceitando indicações de livros de poesia, viu! 

 

11 de Janeiro de 2018
/

Batons Líquidos Metálicos Mate da Quem Disse Berenice

Posted in Beleza by

A Quem disse, Berenice? trouxe 8 novas cores para a linha de  batons líquidos metálicos matte: Malvaluz, Amorluz, Rosaluz, Lilaluz, Vermeluz, Vinholuz, Berinjeluz e Azuluz.


Já havia feito um post sobre essa coleção dos batons metálicos, mas agora com as novas cores ficou complicado de escolher o favorito da linha.  Acabei me apaixonando por três cores e vim contar o que achei delas para vocês 😍

Na resenha passada desta coleção que a sua fórmula é bem fininha, fica confortável nos lábios e possui secagem rápida. Não tem como não amar esses batons ❤

A que mais me chamou a atenção foi sem dúvidas o Azuluz, pois finalmente a marca trouxe um batom azul marinho incrível! Por ser um tom mais escuro acabo usando quase todos os dias. O único defeito desta cor é a cobertura, pois é muito difícil deixar ele uniforme e isso desanima.

Comprei também o Berinjeluz que me chamou muita atenção pela cor que altera de acordo com a luz, podendo ficar um roxo com fundo frio. Sua textura é bem mais grossa comparada as outras da linha, o que não me agrada muito. 😐

E por último, mas não menos importante, o Vermeluz. Ele é um batom vermelho com fundo rosado e brilhos azulados que fazem toda a diferença. É definitivamente meu favorito da coleção! ❤ Possui o melhor acabamento e a durabilidade é muito boa.

Os batons líquidos mate metálicos já estão à venda nas lojas físicas e no site da marca. O preço é R$ 35,90 cada.

Quais foram suas cores favoritas? Já testou algum batom desta linha? Me contem aqui nos comentários o que acharam!

Beijos e até a próxima!

6 de Maio de 2017
/

Resenha: Um brinde a isso por Betty Halbreich

Posted in Livros by

Nos últimos tempos tenho pensado bastante em começar a trazer mais resenhas de livros de moda. Como leio bastante sobre o assunto,  achei interessante trazer um livro que aborde este mundo e todas as questões que o rodeiam.

O livro escolhido para a estréia foi Um Brinde a Isso.  Ele traz as memórias de uma das primeiras Personal Shoppers do mundo,  Betty Halbreich, que tem 87 anos e trabalha na Bergdorf Goodman em Nova Iorque.

“ Tendo definido que um ser humano só precisava de uma muda de roupa para usar e outra para quanto esta estivesse lavando, qual então era o propósito de comprar tanta roupa? Encarar o mundo e se sentir melhor. Esse era o meu desafio. “ – P. 178

Betty é uma pessoa extremamente verdadeira e conta ao leitor todas suas conquistas, incertezas e defeitos. O livro traz diversas histórias desde a infância até os dias atuais da jovem senhora.

Ao longo dos capítulos acompanhamos a evolução da Betty desde a época de esposa e mãe em tempo integral até o momento de descoberta de sua verdadeira vocação.

 “Roupas não são muito diferentes de tradições ou lembranças. É uma benção quando as novas gerações as acolhem com satisfação.” P- 285

No livro são detalhados os momentos mais importantes da sua carreira, bem como as suas histórias com clientes importantes. O livro é repleto de ensinamentos sobre autoconfiança, estilo próprio, consumo consciente e sobre a vida!! 💛

“ Envelhecer pode ser assustador se você deixar isso virar uma obsessão.”  P- 287

Um brinde a Isso possui uma leitura fluída, divertida e rápida. E além do enfoque ao mundo da moda,  Betty irá fazer você repensar cada escolha de sua vida dentro e fora do provador!

Espero que tenham gostado da dica e até a próxima! Beijos. 😘

21 de Março de 2017
/

RESENHA | Bom Dia, Verônica por Andrea Killmore

Posted in Livros by

Bom dia, Verônica é um livro nacional da  Andrea Killmore, lançado em dezembro pela editora Darkside Books. A autora vive no anonimato, é um mistério tanto para os leitores quanto para a editora , que aliás fez o contato com ela através de advogados.

SINOPSE

Em “Bom dia, Verônica”, acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.

Andrea Killmore compõe thrillers como os grandes mestres, e sua experiência de vida confere uma autenticidade que poucas vezes encontramos em suspenses policiais, vibrante e cruel — como a realidade.

O livro conta a história de Verônica Torres, uma mulher de 38 anos, que trabalha como secretária do delegado Wilson Carvana na DHPP em São Paulo. Verô possui uma vida simples, sempre se equilibrando entre a vida profissional e a familiar.

Certo dia, ela vê Marta Campos, uma mulher triste e com uma forte infecção nos lábios saindo da sala do delegado Carvana. Verônica tenta se aproximar da moça, mas não tem muito tempo para ajudá-la, já que a moça acaba se jogando da janela do 11º andar no DHPP.

“Era o primeiro dia do fim da minha vida. Claro que eu não sabia disso quando abri os olhos pela manhã e vi que estava atrasada.” p. 11.

Verônica fica bastante abalada e decide investigar o que aconteceu com Marta. Alguns dias depois, Verô recebe uma ligação não identificada de uma mulher falando que seu marido mata mulheres e que pensa ser a próxima vitima.

Dois casos caem sobre o colo de Verônica, o de Marta e também o de Janete! A partir disto iremos acompanhar de perto o desenvolvimento dos casos e conhecer cada vez mais as personagens.

“Agora entende a diferença: é melhor matar um culpado a matar uma inocente. Já que a morte a acompanha de todo jeito, só tinha que decidir com quem preferia sujar as mãos.” p. 199.

A autora conseguiu criar uma personagem muito humana, Verônica é corajosa, mas bastante irresponsável. Vive cometendo diversos erros, mas em nenhum  momento desiste dos seus casos.

A história traz dois casos bastante cruéis, fazendo a leitura ficar bastante pesada em algumas partes.  Bom dia, Verônica irá tratar de assuntos que precisam ser falados como a violência contra a mulher. Temos cenas de tortura física e psicológica, assassinatos, rituais, necrofilia, rapto de mulheres e golpes.

“O ser humano é podre e egoísta, prefere o problema que já conhece a enfrentar o desconhecido com honra.” p. 191.

Este não é um livro para ser lido em uma sentada só, a leitura traz sensação de agonia e bastante desconforto. Uma história tensa, pesada e que deve ser lida aos poucos.A edição deste livro está maravilhosa como todos os livros da Darkside Books. O destaque fica para as últimas paginas do livro que se parecem com jornais onde ficamos sabendo mais sobre o que aconteceu no final. 😱

Bom dia, Verônica é um romance policial que aborda assuntos muito importantes e que precisam ser mais falados no dia a dia!

Quem já tinha ouvido falar deste livro? Se você já leu, me conta um pouco mais da sua experiência com este livro! Para mais detalhes do livro é só acessar o site da DarkSide Books.

Espero que tenham gostado e até a próxima! Beijos. 😘

 

14 de Fevereiro de 2017
/

Resenha: Batom Líquido Mate Metálico da Quem Disse Berenice?

Posted in Beleza by

Os batons metálicos estão fazendo sucesso desde o segundo semestre de 2016 e a tendência promete continuar forte em 2017.

E depois de tantas marcas nacionais trazendo os batons líquidos metálicos, chegou a vez da Quem disse Berenice? trazer uma coleção com quatro cores incríveisEssa coleção possui quatro tons coringa, as cores são nudeluz, coraluz, cobreluz e marronluz. Testei duas cores e vim contar um pouco mais da minha experiência com está coleção.

O produto possui a fórmula bem fininha, seca rápido, possui alta cobertura, não mancha e nem craquela. O cheiro do batom é adocicado e bem suave, depois que seca nem dá para sentir. 😍😍A durabilidade dos batons líquidos metalizados mate é muito boa, consigo ficar tranquilamente umas 4 horas sem precisar retocar. 😱

O aplicador e a embalagem são iguais aos outros batons líquidos da marca, só possui um detalhe de coraçãozinhos na tampa para diferenciar.

Nudeluz – Iluminação Natural.

Nudeluz foi uma das cores que mais me surpreendeu! O batom possui um tom de rosa bem discreto e delicado. Por ter uma fórmula bem fininha foi super fácil aplicar o batom e a secagem foi bastante rápida. 😍

Marronluz – Iluminação Natural

Marronluz é o mais escuro da coleção 💜 O batom possui um fundo mais puxado para o vinho e dependendo da luz pode variar tanto para o marrom ou vinho bem escuro.

As cores podem variar dependendo do seu tom de pele, então recomendo ir até uma loja física da QDB? para testar e ver como irá ficar na sua pele! Eu estava apaixonada pelo cobreluz em foto, fui numa loja testar e não combinou nada com meu tom de pele 😢

Nudeluz e Marronluz

Gosto bastante dos batons líquidos da marca, então me apaixonei fácil por esta coleção 😂 O único defeito é a quantidade de cores, acho que poderiam ter acrescentado mais algumas tonalidades na coleção.

Os batons líquidos mate metálicos já à venda nas lojas físicas e no site da marca. O preço é R$ 35,90 cada.

Já testou algum batom da marca? O que achou deste lançamento? Me contem aqui nos comentários!

Espero que vocês tenham gostado e até a próxima! Beijos. 😘

20 de Janeiro de 2017
/